Geral 07/06/2019 - 18:31 - Camila Mitye/Governo do Tocantins

Tocantins e ONG norte-americana firmam acordo para reflorestamento no Cantão

Apoio internacional: ONG, Semarh e Naturatins unidos para elaborar o projeto de reflorestamento Apoio internacional: ONG, Semarh e Naturatins unidos para elaborar o projeto de reflorestamento - Fernando Alves/Governo do Tocantins
Chambers (à direita) e a comitiva durante visita ao Parque Estadual do Cantão Chambers (à direita) e a comitiva durante visita ao Parque Estadual do Cantão - Fernando Alves/Governo do Tocantins
O Parque Estadual do Cantão tem aproximadamente 8% de áreas degradadas em seu interior, o que corresponde a sete mil hectares O Parque Estadual do Cantão tem aproximadamente 8% de áreas degradadas em seu interior, o que corresponde a sete mil hectares - Fernando Alves/Governo do Tocantins
Os representantes da ONG e os técnicos da Semarh e do Naturatins, percorreram possíveis áreas para implantação do projeto Os representantes da ONG e os técnicos da Semarh e do Naturatins, percorreram possíveis áreas para implantação do projeto - Fernando Alves/Governo do Tocantins
Ao lado do secretário Renato Jayme, representantes da ONG aprendem sobre o processo de cultivo das mudas nativas Ao lado do secretário Renato Jayme, representantes da ONG aprendem sobre o processo de cultivo das mudas nativas - Fernando Alves/Governo do Tocantins

O Tocantins oficializou, nesta Semana do Meio Ambiente, uma importante parceria que vai garantir a recuperação de áreas degradadas do Parque Estadual do Cantão. Trata-se do acordo de cooperação técnica firmado com a ONG norte-americana 8 Billion Trees, que escolheu o Tocantins para fazer sua primeira incursão no Brasil. A instituição vai investir US$ 5 mil mensais durante doze meses, recurso arrecadado por meio de doações, no projeto de reflorestamento que será desenvolvido pela Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh).

Durante sua passagem pelo Tocantins, a comitiva formada pelo diretor-presidente da ONG, Jon Chambers, a diretora executiva de Projetos Especiais e nora do comediante Jerry Lewis, Patty Ascher-Lewis, e o empresário e jornalista brasileiro Fernando Hessel, voluntário do projeto, visitou o Parque Estadual do Cantão acompanhada pelos técnicos da Semarh e do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), onde pôde conhecer toda a grandeza da Unidade de Conservação (UC). A ação no local é muito importante pois há aproximadamente 8% de áreas degradadas no interior do parque, o que corresponde a sete mil hectares.

Além disso, os representantes da 8 Billion Trees conheceram o viveiro de mudas do Parque Estadual de Lajeado, onde atualmente cerca de 250 mil mudas nativas são cultivadas para replantio na natureza. Uma das ideias do projeto é construir um viveiro semelhante no Cantão, metodologia que ainda será definida no Plano de Trabalho do acordo, que será construído em conjunto por técnicos da Semarh e do Naturatins.

Jon Chambers, que é co-fudador da ONG, ressaltou a responsabilidade de todos no combate às devastações e na recuperação do que foi perdido. “É muito importante dizer que estamos dispostos a encaminhar as necessidades do Tocantins aos países sensíveis ao Meio Ambiente e com isso ajudar a recuperar este bioma primordial ao ecossistema brasileiro” disse.

O secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Renato Jayme, que acompanhou o grupo durante a visita ao viveiro, celebrou a assinatura do acordo com a 8 Billion Trees como forma de fortalecer as ações de recuperação e conservação ambientais do Tocantins. “O acordo aumenta ainda mais nossa responsabilidade de cuidar dos recursos naturais do estado, já que além da fiscalização e do controle do desmatamento, a recuperação de áreas degradadas é uma ação fundamental”, pontuou.

8 Billion Trees

A 8 Billion Trees foi fundada por Mike Powell e Jon Chambers em 10 de novembro de 2018, quando eles investiram seu próprio dinheiro para começar a transformar em realidade o sonho de plantar 8 bilhões de árvores pelo mundo. Desde então, mais de 199.267 árvores já foram plantadas.

A ONG já recuperou, sem contrapartida, diversas áreas no planeta com fundos de doações em: Madagascar, Indonésia, República Democrática do Congo e Tanzânia. O controle do plantio é feito através de parcerias com ONG’s locais que produzem relatórios mensais com fotos e vídeos que mostram a evolução e crescimento das árvores plantadas. (Com informações da 8 Billion Trees)